Implantologia


A implantologia é a área da Medicina Dentária que foca na colocação de estruturas metálicas, posicionadas cirurgicamente, dentro do osso para substituir a raiz dentária em falta. Assim que colocada, é permitido ao Médico Dentista a montagem de um ou mais dentes fixos no implante.
Esta especialidade interage com a Prostodontia em simultâneo pois os dentes que são colocados por cima dos Implantes são as chamadas Próteses Fixas. Essas próteses quando são instaladas sobre Implantes ficam estáveis sobre a gengiva, permitindo assim ao paciente maior confiança ao comer, falar e sorrir.
Apesar de ser um processo complexo e um pouco duradouro é uma ótima forma de investimento na sua saúde oral, proporcionando-lhe a melhor resolução para o seu bem-estar a longo prazo.

Se já não tem dentes há muitos anos e é cada vez mais incomodo para si o uso de prótese removível saiba que os Implantes Dentários são uma ótima alternativa para a substituição da sua prótese. Para além de a tornar fixa, poderá usufruir de uma vida mais completa e feliz.

Para qualquer dúvida Fale connosco!

 

PComo funcionam?

ROs implantes, por serem feitos de titânio, ao serem colocados no osso são capazes de unirem-se com o mesmo e ficarem fixos fisicamente com o mesmo, oferencendo assim um suporte estável para dentes artificiais. Aliados com a área da prostodontia, existem várias opções de tratamento, desde a colocação de um único implante para substituição de um dente, até a uma reabilitação completa da boca em pacientes que já perderam todos os dentes e querem voltar a sorrir e comer como quando os tinham antes, sem os problemas das próteses removíveis.

PQuais os riscos da cirurgia?

ROs riscos da cirurgia em um meio correto e com a técnica correta são mínimos. Ela é feita com anestesia local, assim como em outros tratamentos dentários, como por exemplo a extração de um dente. O pós-operatório é previsível e na maior parte dos casos sem grande incomodo. Sendo um procedimento cirúrgico, pode no entanto, resultar em um edema local (inchaço) nos primeiros dias após a cirurgia dependendo do porte da mesma. Esta situação é previsível e é feita a medicação adequada logo após a cirurgia.

PQuem não deve receber implantes?

RMulheres grávidas; Crianças e Jovens em fase de crescimento; Pacientes em quimioterapia e radioterapia; Pacientes com patologias sistémicas graves; Pacientes com diabetes mellitus não controlada